top of page
Buscar
  • Foto do escritorTeam Adampintores.pt

Dicas para estimular a criatividade de uma criança

A criatividade apresenta-se de muitas formas, desde o desenho e a pintura, à escrita e à leitura, à dança, à arte, a vários trabalhos e ofícios. É frequente pensarmos erradamente que a criatividade é algo com que se nasce automaticamente. No entanto, a criatividade é apenas parcialmente inata, mas o mais importante para a vida é a criatividade aprendida e adquirida com a experiência.


Estimular a criativida nas crianças.

Está à procura de formas de incentivar a criatividade dos seus filhos? Inspire-se nas seguintes dicas e actividades para ajudar os seus filhos a desenvolverem a sua criatividade e a atingirem o seu potencial máximo.


Porque é que a criatividade é importante para as crianças?

Para além de ser uma das competências-chave do século XXI, ser criativo é benéfico para o bem-estar e para a saúde mental em geral. Os benefícios da criatividade para as crianças são infinitos. A criatividade melhora a auto-estima da criança, a sua motivação e capacidades motoras, a sua capacidade de resolver problemas e lidar com sentimentos difíceis, a sua visão do mundo e aumenta as suas hipóteses de sucesso futuro.


Muitas vezes, as crianças aprendem e desenvolvem-se melhor através da brincadeira. Durante as brincadeiras com os seus brinquedos, as crianças manipulam materiais, expressam-se verbalmente e não verbalmente, interagem e experimentam diferentes papéis. Através da brincadeira, desenvolvem a confiança, a comunicação, a curiosidade natural e o desejo de explorar o mundo que as rodeia. Através de brincadeiras imaginativas e criativas, as crianças aprendem a ser inventivas, a pensar de forma criativa e a desenvolver a sua imaginação.


A imaginação e a criatividade são competências que podem ser encorajadas e desenvolvidas, proporcionando ao seu filho um espaço criativo para a auto-reflexão e a oportunidade de se exprimir.


10 dicas para incentivar a criatividade do seu filho


Criar um canto criativo em casa

Para ser criativa, uma criança precisa de espaço, ferramentas e materiais. Encontre um local em casa onde as crianças possam fazer alguma dessa confusão. Não precisa de ser uma divisão inteira. Um canto ou uma mesa servem igualmente bem. Crie um canto criativo para o seu filho, onde ele possa ser criativo sem ter de estar sempre a pensar em desa arrumação. Coloque lá coisas que ele possa utilizar para brincar com a imaginação, como roupas velhas, ferros de engomar, blocos de construção, lápis de cor e outros materiais artísticos, papel, cartão, caixas, restos de tecido.


Dê-lhe a conhecer todas as possibilidades

Nunca se sabe o que vai agradar ao seu filho. Incentive-o a experimentar diferentes actividades, como o canto, a dança, o desenho, o teatro e outras. Desta forma, o seu filho escolherá aquilo de que gosta e em que área se desenvolverá criativamente.


Kreativní stůl pro děti

Limitar o tempo de ecrã

Passar tempo no computador, a jogar jogos de vídeo ou em frente ao ecrã da televisão pode limitar a criatividade de uma criança. Em vez de passarem o tempo a explorar novas possibilidades e a desenvolver as suas capacidades, ficam absorvidas pelo que está no ecrã à sua frente. Incentive o seu filho a brincar, pensar e criar em vez de olhar para um ecrã sem pensar.


Passar tempo ao ar livre

Os benefícios da natureza são ilimitados para o desenvolvimento de uma criança. A natureza está em constante mudança, proporcionando muitas oportunidades de descoberta, criatividade e resolução de problemas. A natureza e o mundo que a rodeia inspiram a criança a pensar, questionar, fazer suposições e desenvolver uma mente criativa. As crianças podem brincar e construir castelos de areia, construir uma casa de gnomo com ramos, cozinhar com lama ou simplesmente deitar-se no chão e observar o céu.


Deixar a criança aborrecer-se

Hoje em dia, há muitas maneiras de manter as crianças ocupadas - com tarefas, tempo de ecrã e jogos de vídeo, actividades de lazer e vários clubes. Embora esta seja uma óptima forma de preencher o tempo, não obriga o seu filho a inventar novas formas de se entreter, o que impede o desenvolvimento do pensamento criativo.


Por isso, dê ao seu filho tempo para se aborrecer também. Desta forma, ele aprenderá a controlar o seu horário e a desenrascar-se sozinho. O tédio é importante para o desenvolvimento da motivação, da organização do tempo e da consciência dos próprios interesses e necessidades. O tédio também leva a criança a ter ideias e actividades originais.


Não force o seu filho a fazer algo que ele não quer fazer

Aceite o que o seu filho está interessado em fazer em vez de o obrigar a fazer algo que não quer. Por exemplo, se o seu filho gosta de colorir, encoraje-o a experimentar actividades semelhantes, como desenhar ou pintar. Se o seu filho não estiver interessado em música, forçá-lo só o vai stressar, diminuir o interesse pela actividade e o efeito geral será contraproducente.


Desenvolva as capacidades de resolução de problemas do seu filho

Mostre-lhe que há mais do que uma forma de utilizar um objecto ou de resolver um problema. Por exemplo, um lápis não serve apenas para desenhar e escrever. Pode transformar um lápis num pau ou numa vara e construir um mini forte com ele. Mesmo uma t-shirt velha não tem de ir imediatamente para o lixo. A impressão de t-shirts é outra actividade criativa que as crianças vão adorar. Desta forma, a criança aprende a considerar diferentes alternativas e a olhar para os problemas do dia-a-dia de uma perspectiva diferente.


Seja criativo também

As crianças aprendem observando e imitando, e você é o modelo do seu filho. Se quer mostrar ao seu filho que valoriza a criatividade e a imaginação, seja inspirador naquilo que faz. Comece uma nova actividade criativa em casa, faça coisas novas, inicie encenações, explore novos lugares e pessoas, rodeie-se de coisas criativas e faça actividades criativas com o seu filho. Não se esqueça de partilhar os seus sentimentos e de falar muito sobre criatividade.


Incentivar as actividades artísticas

Criança a pintar.

A arte é uma expressão que desenvolve a imaginação. Através da pintura, da escultura, da colagem, do barro e do desenho, uma pessoa pode exprimir as suas emoções e ideias. A manipulação dos materiais artísticos proporciona uma sensação de liberdade, ao mesmo tempo que promove a atenção e a concentração. As actividades artísticas desenvolvem, entre outras coisas, a motricidade fina e a coordenação olho-mão. Além disso, as actividades artísticas aumentam a autoconfiança, uma vez que as crianças adquirem uma sensação de realização e levam-nas a novas criações.


Fazer perguntas e deixar a criança fazer perguntas

Fazer perguntas é uma forma eficaz de convidar a criança a exprimir ideias e pensamentos, a pensar sobre o mundo e a partilhar as suas opiniões. A criança pode surpreendê-lo com as suas respostas imaginativas, o que, mais uma vez, desenvolve a sua imaginação.


Deixe o seu filho explorar o mundo real

O contacto com a realidade é da maior importância para todos os seres humanos, e as crianças não são excepção. Ensine-os a perceber o mundo que os rodeia, a procurar informações diferentes e a falar em conjunto sobre problemas e possíveis soluções. Não evite nenhuma pergunta, mesmo as que dizem respeito à economia, ao ambiente, às relações ou à sexualidade. Em vez disso, não se apresse, olhe para diferentes situações problemáticas da vida quotidiana e tente pensar em alguns cenários para soluções. Esta é uma óptima maneira de desenvolver a criatividade.


Apreciar o esforço e não julgar

Algumas criações podem ser bonitas e mostrar esforço, outras podem ser simples e inacabadas. Se o seu filho lhe pedir a sua opinião, registe a singularidade do seu trabalho, a persistência e a consistência. No entanto, não critique a criança nem procure a perfeição. Em vez disso, aprecie os seus esforços para transformar uma ideia em realidade. Observe os seus progressos e a sua capacidade de levar o projecto até ao fim. Mostre ao seu filho que acredita nas suas capacidades. Esta abordagem tem um efeito positivo na auto-estima da criança.


Jogos e actividades para desenvolver a criatividade e a imaginação em casa
  • Ler e contar histórias em conjunto;

  • Projectos em casa (pintar paredes, redecorar e mobilar uma divisão, obras de renovação);

  • Actividades verbais - desde rimas infantis, a adivinhas, à criação de letras para músicas comuns;

  • Brinquedos interactivos;

  • Modelagem;

  • Puzzle de origami;

  • Fazer fatos ou máscaras;

  • Experiências (experiências científicas, mistura de cores,...);

  • Brincar no quintal e no jardim (cavar na terra, brincar na lama, ajudar no trabalho do quintal, plantar, colher produtos, etc.);

  • Cozinhar e fazer bolachas com massa;

  • Fazer uma casa de bonecas a partir de uma caixa de cartão.


Atividades para crianças.

Utilize a versatilidade do papel para uma variedade de projectos

O papel é provavelmente o material mais popular para criar e tem infinitas possibilidades. Uma criança pode manuseá-lo de muitas maneiras diferentes: amachucar, dobrar, enrolar, rasgar, cortar ou desfiar. Fita-cola, cola, clipes, elásticos, cordel, alfinetes. Além disso, existem vários tipos de papel: normal, colorido, jornal, papel de parede, papel de seda ou papel crepe. Pode ser utilizado para desenhar, pintar ou imprimir várias imagens e páginas para colorir. A criança pode fazer todo o tipo de coisas com o papel e utilizá-lo de diferentes formas.


A criatividade não pode ser ensinada, mas pode ser desenvolvida, começando na primeira infância. Se uma criança tem talento para alguma coisa, isso não significa que não tenha de continuar a trabalhar nela. Muito pelo contrário! E, por isso, incentive a criatividade o mais cedo possível, idealmente nos primeiros seis anos de vida, quando a personalidade se desenvolve mais.







0 comentário

Comments


bottom of page